logo_anba_pt logo_camera_pt
27/05/2014 - 17:45hs
Compartilhe:

Startups estrangeiras recebem apoio do Brasil

A partir desta quarta-feira (28), empresas brasileiras e do exterior podem se inscrever no edital do programa Start-Up Brasil. Cada empresa tem possibilidade de receber até R$ 200 mil para desenvolver seu negócio.



São Paulo – A partir desta quarta-feira (28) estão abertas as inscrições para que empresas em fase de desenvolvimento e promissoras da área de tecnologia recebam recursos e sejam incentivadas pelo programa Start-Up Brasil. Podem concorrer empresas brasileiras e também estrangeiras, segundo informações divulgadas nesta terça-feira (27), na capital paulista, a jornalistas pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Isaura Daniel/ANBA

Novo edital foi lançado em São Paulo

 “Nosso objetivo é criar e valorizar o empreendedorismo de base tecnológico, que rapidamente gera riquezas”, afirmou o secretário de Política de Informática do MCTI, Virgílio Almeida. O programa incentiva 100 empresas ao ano, das quais até 25% podem ser estrangeiras. Elas não precisam ter base no Brasil, mas devem passar seis meses no País para serem “aceleradas”, como é chamado o processo de desenvolvimento rápido que elas vivem no programa.

As estrangeiras foram incluídas porque também é um objetivo do Startup Brasil fazer com que as empresas apoiadas sejam globais. O gerente de operações do programa, Vitor Andrade, afirma que participar do programa pode incentivá-las a abrir filiais no País, por exemplo. O objetivo também é atrair ao Brasil talentos de outros países, segundo ele.

O projeto começou a funcionar no ano passado e já teve dois editais lançados. Um total de 88 empresas foram incentivadas, das quais dez são estrangeiras e 78 brasileiras. As escolhidas de fora do País foram 20, mas acabaram assinando o contrato apenas dez. Do grupo selecionado, quatro são da Argentina, uma do Chile, uma da Colômbia, duas da Irlanda, sete dos Estados Unidos, uma da Índia, uma de Israel, uma da Holanda, uma do Reino Unido e uma da Espanha.

A dificuldade de se instalar no Brasil foi um dos fatores que inibiu a participação das demais, segundo informações divulgadas aos jornalistas. Se candidataram empresas de 37 países nos editais do ano passado. Para pleitear uma vaga, elas não precisam ter CNPJ (registro de pessoa jurídica) no Brasil ou registro no exterior. Mas depois dos seis meses de programa, devem se constituir no Brasil ou no seu país. As brasileiras, porém, precisam ter CNPJ por quatro anos ou mais. Tanto as brasileiras como as estrangeiras podem receber até R$ 200 mil para o desenvolvimento do seu negócio se forem selecionadas.

Além de receber o recurso, as empresas são acompanhadas por uma aceleradora, espécie de incubadoras que ajudam a startup a crescer, fornecendo informações, treinamento, buscando investimento financeiro e divulgação. Normalmente a aceleradora negocia uma participação acionária, chamada de equity, na empresa apoiada. O equity médio negociado entre as startups e aceleradoras do programa brasileiro foi de 10,41%.

No Brasil

A Startup Brasil trabalha com 12 aceleradoras atualmente, das quais duas estão no Rio Grande do Sul, uma em Pernambuco, uma na Bahia, três em São Paulo, duas em Minas Gerais, uma no Espírito Santo, e duas no Rio de Janeiro. Elas também passaram por um processo de seleção para participar do programa. Elas precisam conseguir um aporte mínimo de R$ 20 mil para cada empresa que acompanham e acelerar seis startups, segundo regras do programa.

Isaura Daniel/ANBA

Caletti, da Love Mondays: inovação

 As startups brasileiras apoiadas atualmente pelo projeto são de 15 estados, das cinco regiões do Brasil. A maior parte, porém, 35,6% está no estado de São Paulo. Do total, 14,41% atua com serviços de TI e software voltados para varejo, 9,32% para educação, 8,47% para finanças e também 8,47% para a área de saúde. Outros setores tomam percentuais menores.

No edital deste ano, além de empresas de software e TI, podem concorrer também companhias de hardware. Na seleção, segundo o diretor de software e serviços de TI do MCTI, Rafael Moreira, o modelo de negócio tem peso quatro, a solução peso três, a equipe peso dois e a mão dupla, que é o mercado, ambiente para aquela atividade, tem peso um. Também podem participar, a partir deste edital, brasileiros que moram no exterior há mais de três anos.

As inscrições começam nesta quarta-feira, dia 28 de maio, e terminam no dia 14 de julho. O processo de aceleração começa entre setembro e outubro deste ano. A banca que escolhe os projetos é formada por pessoas da academia, que são 30% da equipe, representantes do governo, entre 10% e 15%, e os outros são do setor privado. No total são entre 15 e 20 pessoas. O edital será publicado no Diário Oficial da União. O programa é levado adiante pelo MCTI, juntamente com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQq).

Novos negócios

Isaura Daniel/ANBA

Farache: plataforma para ter crédito

 Entre as empresas apoiadas pelo Startup Brasil estão a Love Mondays e a Intoo, cujos donos participaram do lançamento do edital na capital paulista. A Love Mondays é um plataforma virtual na qual profissionais que buscam emprego podem se informar sobre o funcionamento da empresa na qual pretendem trabalhar. "Normalmente só a empresa tem todas as informações sobre o candidato", conta a empreendedora Luciana Caletti. Mas o que forma a base de dados sobre como são as empresas, o seu dia a dia, seus problemas e pontos positivos, são depoimentos anônimos de funcionários.

Sobre a Intoo falou o empreendedor Artur Farache. A empresa também é uma plataforma virtual que ajuda pequenas e médias empresas a conseguirem crédito. A plataforma é composta por informações sobre estas empresas, o que faz com que elas consigam o parceiro financeiro ideal, com o qual captam recursos, ampliando o leque, antes formado apenas por um ou dois bancos nas quais elas têm conta bancária. "Já intermediamos R$ 12 milhões por nossa plataforma", disse Farache.  

Informações sobre o edital:
http://www.startupbrasil.org.br/

Love Mondays
www.lovemondays.com.br

Intoo
http://www.intoo.com.br/


 

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form