logo_anba_pt logo_camera_pt
11/08/2017 - 07:00hs
Compartilhe:

Catar isenta turistas brasileiros de visto

Entrada de cidadãos do Brasil passará a ser gratuita, concedida no local de chegada e válida por 30 dias, com possibilidade de extensão por mais 30.



São Paulo – Semanas após facilitar a entrada de turistas brasileiros em seu território, o Catar anunciou o fim da exigência de visto para cidadãos de 15 países das Américas Central e do Sul, entre eles o Brasil. O efeito foi imediato: desde a quarta-feira (09), os cidadãos brasileiros estão isentos de visto para entrar no país árabe.

Argentina, México, Venezuela, Uruguai, Peru, Paraguai, Colômbia, Chile, Equador, Bolívia, Guiana, Panamá, Costa Rica e Cuba foram outros países beneficiados pela decisão das autoridades do Catar.

Nenhuma taxa mais será cobrada: ao chegar em algum porto de entrada, basta aos cidadãos desses países apresentarem um passaporte válido, com data de expiração mínima de seis meses, e uma passagem de saída ou retorno confirmada. A concessão vale por 30 dias, com múltiplas entradas, e pode ser estendida por outros 30 dias.

Os brasileiros precisavam solicitar o visto com antecedência para entrar no Catar até 21 de junho, quando as autoridades do país árabe decidiram conceder o visto de entrada diretamente no Aeroporto Internacional Hamad, em Doha, aos cidadãos do Brasil e mais 36 países, incluindo alguns da América Latina. Ainda havia, porém, a cobrança de uma taxa de 100 riais, equivalente a R$ 90,00.

Em entrevista à ANBA na ocasião, o embaixador do Catar em Brasília, Mohammed Ahmed Hassan, afirmou que a expansão da infraestrutura turística do país, impulsionada pela Copa do Mundo de 2022, fez com que o governo resolvesse afrouxar as exigências para diversos países. “Temos uma grande infraestrutura turística, com hotéis, quartos privados, bazares, praias, etc. É hora de avançar [no turismo]”, afirmou.

Com a decisão de agora, a taxa foi extinta para os 15 países, que se somam a outros 65. No comunicado, as autoridades catarianas afirmaram haver um esforço para atrair mais visitantes ao país.

"Com 80 nacionalidades elegíveis a um visto gratuito mediante a chegada, o Catar se torna o país mais aberto da região e estamos contentes por convidar os visitantes a descobrir nossa reconhecida hospitalidade, herança cultural e tesouros nacionais”, declarou, no comunicado, Hassan Al Ibrahim, presidente interino da Autoridade de Turismo do Catar (QTA).

O esforço do governo em facilitar a entrada de turistas coincide com o embargo imposto por alguns países árabes ao Catar. No começo de junho, Arábia Saudita, Bahrein, Emirados Árabes Unidos e Egito decidiram romper laços diplomáticos com o país. O fluxo turístico e comercial entre estas nações e o Catar foi interrompido, assim como o tráfego aéreo – situação contornada em parte apenas esta semana, mas que gerou prejuízos à Qatar Airways.

A Qatar Airways tem voos diretos diários de Doha para São Paulo, com parada também em Buenos Aires, na Argentina. No ano que vem, será inaugurada a rota Doha-Rio de Janeiro, ampliando, assim, o acesso dos brasileiros ao país árabe e ao aeroporto de Doha, um dos principais “hubs” aéreos do Oriente Médio.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form